Diversidade, em todos os sentidos

Sexta-feira, 13.

Passei horas no banco de manhã.
Pra nada.

De tarde, quase desmaiei.

Minha pressão estava baixa, eu estava nervoso porque não havia recebido dos meus dois ultimos emprego, e não tinha como comprar um presente pra minha mãe, que faz aniversário no domingo.
Meu trabalho foi tranqüilo,
fiz o de sempre, acho que bem feito.
Agora de noite, o Everton me ligou.
Fui no cinema com ele e com a Lais.
Assisti 2012.
O filme é bom, algumas incongruencias, mas bom.
Depois, demos uma passada num barzinho.
Hetero.
Mas que tinha um monte de moleque viado.
Acho que eu tive o meu primeiro ataque de pânico.
O Everton queria sentar,
mas eu fiquei em ar, fiquei gelado, só pensava em sair dali.
Forcei minha saída, e o Everton não gostou muito.
Paciencia.
Ele procurou um outro amigo dele,
que mora na rua da minha casa.
Sempre vi ele, em um monte de lugares,
sempre achei lindo, mas nunca pensei que fosse gay.
Eles foram pra um bar.
E eu fiquei em casa.
As vezes, a melhor forma de evitar o sofrimento é evitar lugares onde você fatalmente vai sofrer.
Foi o que eu fiz.

Comentários em: "Sexta-feira, 13." (1)

  1. Eu quase nunca respondo os comentários do meu blog, sei lá porque. Hoje tou com insônia, resolvi responder….foi mais ou menos assim que você começou um comentário no meu blog; resolvi retribui-lo!achei bem objetiva a alto biografia do seu dia!só uma controversa; achei o filme melhor do que eu esperava!até breve!

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: